Julho 2015 | Arquidiocese de Fortaleza

Publicado em 30/07/2015 por

6ª Pedalada com Jesus da Paróquia Mãe Santíssima, Parque Dois Irmãos

pedaladaA Paróquia Mãe Santíssima, no bairro Parque Dois Irmãos realiza no dia 2 de agosto, a partir das 8h, na Igreja Matriz a 6ª Pedalada com Jesus com o tema: “Percorrendo os caminhos da paz” – para promover a cultura da paz que deve reinar em todos os ambientes. O percurso da será da Igreja Matriz até o clube socyte em frente ao A3 no Passaré, com almoço, banho de piscina, muita sombra, música ao vivo e torneio de futebol.

O que é a Pedalada com Jesus: É um evento Evangelizador promovido por nossa Paróquia que une esporte, lazer, fé e evangelização.

Todas as famílias podem participar, pois o passeio ciclístico é bem lento e acompanhado nesse ano por 2 trios elétricos que farão a animação durante o percurso. Também terão o grupo que vai caminhando na mesma animação.

A venda de blusas está sendo na secretaria da Paróquia.

Ação social: Doação de leite em pó ou fraldas geriátricas para instituições de Fortaleza.

Organize seu grupo de amigos, a família e convide mais pessoas para viver um domingo bem diferente e cheio de alegria.

Contamos com você e sua família.

Informações pelo telefone (85) 3493 5171, na Secretaria Paroquial.

Por Victor Silva – Paróquia Mãe Santíssima – Parque Dois Irmãos

 

Publicado em 30/07/2015 por

[NOTÍCIAS] Paróquia de São Francisco de Canindé realiza Pré-Lançamento Oficial do Cartaz da Festa 2015

Cartaz_Festa_São_-Francisco_das_Chagas_Canindé_2015-25
Neste ano 2015, a Festa de São Francisco das Chagas de Canindé acontecerá em seu período normal, de 24 de setembro à 04 de outubro, refletindo o tema: “São Francisco, alegria de viver o Evangelho”.

Desde o início do ano o Santuário trabalha nos preparativos da Festa do Padroeiro, iniciando com a escolha do tema, o que contribui para a mensagem e o serviço de evangelização aos devotos.

Foi definido pela fraternidade franciscana do Convento e o Conselho Paroquial através dos encontros e estudo do documento das fontes franciscanas os conteúdos que serão utilizados durante a novena e nas celebrações dos dias do festejo.

Comungando como outras instituições da Igreja Católica, que costumam lançar o material antes do lançamento oficial, como a CNBB que trabalha a Campanha da Fraternidade, é que o Santuário realiza o Pré-Lançamento Oficial do Cartaz 2015, em nosso Site do Santuário, inclusive e em nossos outros meios de comunicação do Santuário e da Província de Santo Antônio, como nas Rádios São Francisco AM e Santa Clara FM, além de nossas rede sociais.

Lançamento Oficial do Cartaz e Livro da Novena (Materiais impressos) acontecerá no dia 02 de Agosto, na Festa do Perdão de Assis.

O Cartaz deverá ser distribuído gratuitamente no Setor de Romarias do Santuário, localizado em frente à Praça da Basílica. Já o livro da novena, contendo todas as informações da programação, texto bíblicos, a vida de São Francisco, as orações, cantos, entre outros, poderá ser comprado na Livraria da Paróquia, localizada na Casa dos Milagres.

Produção do Cartaz

A mensagem-convite do cartaz reflete sobre o tema de São Francisco e a alegria de anunciar o Evangelho. São Francisco nos ensina como “seguir as pegadas de Jesus”, ser alegre, fazer o bem a todas as criaturas de Deus, amar uns aos outros como o Cristo mesmo nos amou.

O trabalho artístico de produção compreende a pintura de “São Francisco alegre” e a foto da “Basílica” de Fabiano Chaves, sendo a diagramação de Rogério Sales. Na elaboração também teve a colaboração do frade João Sannig (Frei Joãozinho), OFM.

Direitos autorais de Uso de Imagem (Cartaz da Festa 2015)

Informamos que as imagens compostas dos materiais publicitários do Santuário, como o Cartaz da Festa 2015 (imagens e fotos) só poderão ser utilizados para divulgação, sem fins comerciais (impresso, digital). E para outros usos, apenas com autorização do Santuário e Paróquia de São Francisco da Chagas de Canindé-CE. Localizado a Praça da Basílica, Centro. Fone: (85) 3343.0017. Todos os direitos reservados.

O Dia do Perdão de Assis no Santuário de Canindé (Confira a Programação 2015)

Conforme se conta, São Francisco, no ano de 1216, estava em Santa Maria dos Anjos e à noite lhe é revelado que se dirija à cidade de Perúsia para pedir ao Papa Honório III a indulgência para a capela da Porciúncula que o santo tinha restaurado. São Francisco disse ao papa: “O que vos peço não o faço por mim mesmo, mas por determinação Daquele que me enviou, isto é, Nosso Senhor Jesus Cristo”. E o papa assim respondeu: “É de nossa vontade que teu pedido seja atendido”. É por isso que o dia 2 de agosto, festa de Nossa Senhora dos Anjos, é o dia do Perdão de Assis.

Para quem deseja alcançar a indulgência plenária do Perdão e Assis, para você ou falecidos:

• Confessar para estar na graça de Deus (8 dias antes ou depois);

• Participar da Santa Missa e Comungar;

• Participar da Santa Missa, de preferência em um Santuário, onde se renova a profissão de fé, rezando  CREDO, para afirmar a própria identidade cristã;

• Rezar o PAI NOSSO, para afirmar a dignidade de filhos e filhas de Deus, recebida no batismo;

• Rezar uma oração na intenção do Papa e pela unidade da Igreja.

Confira a programação no Santuário de Canindé!

Dia 2 de Agosto – 2015

Basílica/Quadra da Gruta

5h, 7h, 9h e 18h

Transmissão ao vivo pela Web TV Paz e Bem,

Em nosso Site: www.santuariodecaninde.com

PROCISSÃO com o Painel de São Francisco

Ás 18h pelo seguinte percurso:

Praça da Basílica, João Pinto Damasceno, Trav. Monsenhor Zezinho, Júlio Campos, Trav. Severiano Martins, Joaquim Magalhães, Gervásio Martins, Aristides Rabelo e Quadra da Gruta. Após a chegada da Procissão prosseguirá a Celebração Eucarística.

CONFISSÕES

7h ás 11h e das 14h ás 17h,

No Complexo Confessional São Damião

Fonte: Revista “O Santuário” e Equipe de Comunicação do Site Santuário.

Publicado em 30/07/2015 por

[NOTÍCIAS] Missa para 5 mil Coroinhas será realizada na Catedral Metropolitana de Fortaleza

MissaCoroinhas2A Igreja Católica dedica o mês de agosto à reflexão sobre a Vocação (Chamado de Deus) e as atividades começam dia 1º com a Missa dos  Coroinhas na Catedral Metropolitana de Fortaleza, com expectativa de receber cinco mil crianças e jovens que servem ao altar durante as missas nas 150 paróquias e Áreas Pastorais da Arquidiocese. A programação tem início às 8h com momento de oração e formação seguido de Celebração Eucarística presidida pelo arcebispo dom José Antonio, às 10h.

A Missa dos Coroinhas está dentro da programação festiva do  Jubileu Centenário da Arquidiocese de Fortaleza e é um aquecimento para a Jornada Vocacional de Fortaleza- JVF, que será realizada dia 30 de agosto no colégio Santa Isabel. “Todas as atividades vocacionais terão seu ápice na Jornada Vocacional. A Missa dos Coroinhas Será um momento de formação e celebração, uma ocasião para se refletir sobre o chamado de Deus na vida de cada um”, destaca Padre Rafhael Maciel, responsável pela Pastoral Vocacional na Arquidiocese de Fortaleza.

Curiosidade

As crianças e adolescentes que participarão da Missa terão a oportunidade de visitar a Cripta da Sé. Ela é a única que desde a sua inauguração em 1962, consagrou seu espaço à juventude. A “Cripta dos adolescentes”, como foi denominada por D. Antônio de Almeida Lustosa, arcebispo da época, homenageia em seis altares santos que morreram na adolescência: Tarcíso, Domingos Sávio, Pancrácio, Luzia, Inês e Goretti.

SERVIÇO

Missa dos Coroinhas

Data: 1º de agosto de 2015

Local: Catedral Metropolitana de Fortaleza

Horário: 8h (oração e formação); 10h (Missa com o arcebispo)

Mais informações: 3290.1045

Atendimento à imprensa: 9.8894.3283

Por Vanderlúcio Souza, Seminarista da Arquidiocese de Fortaleza

Publicado em 29/07/2015 por

[NOTÍCIAS] Paróquia Santíssima Trindade no José Walter realiza Seminário Eymardiano

CARTAZ300A Paróquia Santíssima Trindade no José Walter realiza de 30 de julho a 02 de agosto, das 19h30min às 21h30min, na Igreja Matriz o Seminário Eymardiano. Todas as comunidades que formam a paróquia estão convidadas a participar.

Dia 30 de julho

Das 19h30min às 21h30min, Formação Eymardiana com Tema ‘‘o dom de si’’ tendo como pregador  Pe. Ruy Mendes sss.

Animação: Área Santíssima Trindade

Comunidades: Cristo Ressuscitado, Sagrada Família, Santo Antônio, Matriz Santíssima Trindade e São Pedro Apóstolo.

Presença Sacramentina sss:

Pe. Jackson, Pe. Francisco Júnior, Pe. Teodoro e Diácono Cristian.

Tenda e exposição de artigos de São Pedro Julião Eymard e artigos religiosos.

Dia 31 de julho

Das 19h30min às 21h30min, Formação Eymardiana com Tema ‘‘o dom de si’’ tendo como pregador  Pe. Anízio Ferreira sss.

Animação: Área Santa Edwiges

Comunidades: N. Sra. do Rosário, N. Sra. Perpetuo do Socorro, Santa Tereza de Àvila, N.Sra. do Santíssimo Sacramento, São Francisco e Santa Edwiges.

Presença Sacramentina sss:

Pe. Magalhães, Pe. Teodoro, Pe. Ruy, Pe. Francisco Júnior e Diácono Cristian.

Tenda e exposição de artigos de São Pedro Julião Eymard e artigos religiosos.

Dia 1º de Agosto

Das 19h30min às 21h30min, Formação Eymardiana com Tema ‘‘o dom de si’’ tendo como pregador Pe. Francisco Júnior sss.

Animação: Área São José

Comunidades: Santa Clara, São José e N. Sra. Aparecida.

Presença Sacramentina sss:

Pe. Teodoro, Pe. Ruy, e Diácono Cristian.

Tenda e exposição de artigos de São Pedro Julião Eymard

e artigos religiosos diversos.

Dia 2 de agosto

Festa de São Pedro Julião Eymard

Tema: O dom de si

Às 19h, Santa Missa presidida pelo Pe. Ruy sss concelebrada com os religiosos sacramentinos sss.

Tenda e exposição de artigos de São Pedro Julião Eymard e

artigos religiosos diversos;

Parte Social: Barracas com comidas típicas; Música ao vivo, com Pe. Ruy sss.

Mais Informações pelo telefone (85) 32911835 na Secretaria Paroquial.

Programação completa clique aqui: parte 1/parte 2

Por Mila Oliveira – Leiga Sacramentina Santíssima Trindade

Publicado em 29/07/2015 por

[NOTÍCIAS] Comunidade Shalom entrega 1,35 tonelada de alimentos à Defesa Civil

Halleluya_donativos_albergu Halleluya_donativos_albergue_entregaMantimentos foram coletados durante o Festival Halleluya e serão entregues à Defesa Civil na Casa São Francisco

O Festival Halleluya 2015 reuniu um público superior a um milhão de pessoas entre os dias 22 e 26 de julho, no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU). O destaque este ano foi para a solidariedade. Foram arrecadadas 2,7 toneladas de alimentos.

Metade dos mantimentos, 1,35 tonelada, será entregue à Defesa Civil na próxima quinta-feira, 30, na Casa São Francisco, albergue para moradores de rua localizado no centro de Fortaleza e mantido pela Comunidade Shalom. Os alimentos arrecadados durante o Halleluya serão distribuídos para cidades que sofrem com a seca e destinados aos projetos de Promoção Humana da Comunidade Shalom.

Além disso, o número de bolsas de sangue arrecadadas superou as expectativas. Foram 844 bolsas, 36,3% a mais que no ano passado, quando foram arrecadados 619 bolsas, segundo dados do Hemoce. Foram 401 cadastros de medula óssea contra 318 no ano anterior.

A última noite do evento, o domingo, 26, contou com mais de 150 mil participantes. No sábado, o público superou 280 mil pessoas. A arena Halleluya acolheu um público de 250 mil pessoas na sexta-feira. Foram 180 mil na última quinta-feira. No primeiro dia da programação, compareceram ao evento mais de 140 mil pessoas. As informações são da organização do evento.

SERVIÇO

Entrega dos alimentos à Defesa Civil

Onde: Casa São Francisco (Rua Conselheiro Tristão,138, Centro)

Quando: Quinta-feira, 30, às 9h.

Por Assessoria de Comunicação da Comunidade Católica Shalom – Teresa Fernandes.

 

Publicado em 29/07/2015 por

[ARTIGOS] Dia do padre

padre-Brenda200O dia 4 de agosto é a Festa de São João Maria Vianney e o Dia do Padre.  É bastante comum ouvir pessoas falando sobre a figura do padre. Sobre ele, alguns questionam sua importância e o valor de sua missão numa sociedade secularizada e materialista. Por que um rapaz decide deixar tudo e seguir a vocação de padre? Deixar o lar, um futuro profissional talvez brilhante, e a possibilidade de formar uma família. A resposta é que ele foi escolhido por Deus e tem no coração dois grandes amores. Amor a Deus e amor aos seus irmãos e irmãs em Cristo. Por isso, ele percebe, com mais sensibilidade, os sofrimentos e injustiças na sociedade atual. Ele sente, também, no fundo do coração, o forte chamado de Deus para ajudar os outros, especialmente os mais pobres e marginalizados. Não é fácil ser padre nesta época pós-moderna, num mundo vacilante, em rápida transformação, com ênfase no individualismo, no hedonismo, na permissividade, no desfibramento moral e ético. Mas o padre é mais do que nunca necessário na sociedade contemporânea. Ser padre é encargo, ministério, serviço e, através destes atributos, é dom de amor, forma de união a Deus e aos homens, portanto, uma graça. Assim, o padre não pode jamais ser dominador ou explorador. Ele deve, ao contrário, ter um grande carinho e muita dedicação para com o povo. Por isso, para cumprir sua missão, o padre deve mais escutar do que falar. Não deve levar receitas prontas ou ser professor ou mandante, mas sim, amigo do povo, vivendo no meio dele, ouvindo seus problemas e angústias e com ele procurando, à luz da Palavra de Deus, as devidas respostas. Em Fortaleza, os padres são muitos e diversos, também, diversamente apreciados. É oportuno lembrar que a ordenação sacerdotal, conferida depois de muitos anos de preparação, não elimina a possibilidade de tentações e falhas por parte do padre. A sociedade com suas inversões axiológicas, com sua pouca apreciação pelo sagrado e pelo espiritual, provoca tentações constantes para o padre que se consagrou totalmente ao serviço de Deus e do próximo. O sacerdote participa do sacerdócio de Cristo e deve continuar e prolongar a missão do Divino Mestre entre nós aqui na terra. Essa graça que lhe é dada não é para seu uso próprio ou glória pessoal. A vocação sacerdotal ou episcopal é concedida ao padre ou ao bispo para o bem dos outros. O sacerdote tem que ser uma pessoa forte, com grande fé, humildade, sabedoria, espírito de oração e perseverança, porque sua missão é frequentemente penosa e seu compromisso é para toda a vida. O padre tem que dirigir sua paróquia com muito zelo preocupado com as várias pastorais. Tem que seguir as prioridades pastorais da diocese. Pastorais como: da catequese renovada, da criança, da juventude, da saúde, do batismo, do crisma, da formação, da defesa da vida, dos pobres e marginalizados, do dízimo, da sobriedade, da liturgia, da família, além das pastorais sociais etc. O padre é convidado transformar sua paróquia numa comunidade de comunidades.   O sacerdote, como qualquer ser humano, tem seus limites, seus erros e pecados e, por isso, deve rezar a Deus diariamente para que seja fiel ao seu projeto de salvação, perseverança na sua vocação e santidade de vida. O padre é também pastor, vive para seu rebanho. Assim, passa sua vida recebendo confidências, evitando rupturas, reconstruindo vidas e amizades. É conselheiro em questões de foro íntimo e, por isso, tem que saber escutar. O padre deve ter um forte senso de justiça e capacidade de animar as comunidades cristãs que são “um novo modo de ser Igreja”.  Finalmente, o padre tem que ser homem de oração, rezando os Salmos em nome de toda a Igreja e humanidade, meditando as sagradas escrituras e pedindo ao Pai que dê alimento a todos os que têm fome e justiça para os injustiçados. O sacerdote é administrador dos sacramentos e pregador da Palavra de Deus através da qual devemos crescer na fé. O padre é sempre consciente de que sua missão é o prolongamento da missão do próprio Cristo.

                                                         Pe. Brendan Coleman Mc Donald – Redentorista

 

 

 

Artigos Relacionados

Publicado em 29/07/2015 por

[NOTÍCIAS] Halleluya 2015 supera um milhão de participantes

halleluya400Evento alcançou recorde com aumento de 36,3% na doação de sangue. Metade das 2,7 toneladas de alimentos coletados será entregue à Defesa Civil na quinta-feira

Os 21 artistas que passaram pelo palco principal do Festival Halleluya 2015 e as atividades dos oito espaços temáticos atraíram um público superior a um milhão de pessoas. O evento foi realizado entre os dias 22 e 26 de julho, em uma estrutura montada em 53 mil m² no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU).

O destaque este ano foi para a solidariedade. Foram arrecadadas 2,7 toneladas de alimentos. Metade dos mantimentos será entregue à Defesa Civil na próxima quinta-feira, 30, na Casa São Francisco, albergue para moradores de rua localizado no centro de Fortaleza e mantido pela Comunidade Shalom. Os alimentos arrecadados durante o Halleluya serão distribuídos para cidades que sofrem com a seca e com os projetos de Promoção Humana da Comunidade Shalom.

Além disso, o número de bolsas de sangue arrecadadas superou as expectativas. Foram 844 bolsas, 36,3% a mais que no ano passado, quando foram arrecadados 619 bolsas. Foram 401 cadastros de medula óssea contra 318 no ano anterior.

A última noite do evento, o domingo, 26, contou com mais de 150 mil participantes. No sábado, o público superou 280 mil pessoas. A arena Halleluya acolheu um público de 250 mil pessoas na sexta-feira. Foram 180 mil na última quinta-feira. No primeiro dia da programação, compareceram ao evento mais de 140 mil pessoas. As informações são da organização do evento.

Padre Sílvio Scopel, um dos organizadores do evento, destacou que o resumo do evento é gratidão. “Gratidão a Deus por ter nos dado esses cinco dias de evento, gratidão às bandas que se apresentaram e evangelizaram, gratidão aos mais de um milhão que passaram pelo CEU, gratidão aos mais de 6 mil voluntários que serviram e fizeram o Halleluya acontecer.”

A maior parte do público do Halleluya é composta por jovens. Entre 70% e 80% dos participantes são desta faixa etária. No entanto, há espaço para o público de várias idades. “Alcançamos os homens, as mulheres, as crianças, os jovens. Estamos no alicerce da sociedade e da Igreja. Evangelizando a família, nós damos frutos fecundo para a evangelização do mundo”, destacou o fundador da Comunidade Shalom, Moysés Azevedo.

Espaços

O Festival Halleluya contou com oito espaços temáticos com programações simultâneas. São 53 mil m2 de área, dos quais 34 mil m2 são na arena principal e 19 mil m2 estão nos demais espaços.

Na arena principal, maior espaço do Halleluya, uma dos destaques foi a gravação do primeiro DVD do Missionário Shalom. Além da presença do padre Fábio de Melo, o rock de Rosa de Saron, o forró de Naldo José, além de artistas como Adriana, Adoração e Vida e Tony Alisson. A cantora carioca Aline Brasil e o grupo Lírios do Vale cantaram no palco do Halleluya pela primeira vez.

A Arena Cultural é composta por cinco espaços temáticos: Halleluya Adventure, Fazendo Barulho, Festival de Artes, Pátio Halleluya e Praça Quero Mais.

O Espaço Adventure, os jovens participaram de competições. Enquanto o Festival das artes trouxe uma competição de música. O Fazendo Barulho trouxe atrações para debater temas relacionados aos jovens.

O empreendedorismo também tem vez no Festival Halleluya. O Pátio Halleluya é uma feira de negócios com expositores de produtos e serviços dentro do evento.

No Espaço da Misericórdia, foram 2.808 confissões e 4.236 aconselhamentos. Foram realizados 26 cursos com 1.534 participantes. Além disso, foram realizados 16 seminários de Vida no Espírito Santo com 1.810 participantes, um dos quais para deficientes auditivos com 75 participantes.

O Halleluya Kids contou com jogos, contação de história, apresentações teatrais, atividades pedagógicas e muito mais para as crianças.

Além disso, mais de seis mil voluntários se revezaram para servir em vários espaços do Festival.

Halleluya Quero Mais

Haverá neste final de semana o Halleluya Quero Mais em 23 Centros de Evangelização da Comunidade Shalom espalhados em Fortaleza e Região. A programação começa no sábado, dia 1, a partir das 14h e prossegue no domingo das 8h às 17h. Já estão inscritas quase 11 mil pessoas.

Endereços constam no site:

http://www.festivalhalleluya.org/fortaleza/halleluya-quero-mais

SERVIÇO

Entrega dos alimentos à Defesa Civil

Onde: Casa São Francisco (Rua Conselheiro Tristão,138, Centro)

Quando: Quinta-feira, 30, às 9h.

Por

Publicado em 28/07/2015 por

[NOTÍCIAS/CNBB] Documentário recorda 30 anos da morte do padre Ezequiel Ramim

PadreEzequiel_ramim-30anosmorte 244x270Em recordação aos 30 anos da morte do padre Ezequiel Ramim, assassinado em 1984 ao voltar de uma missão de paz na Fazenda Catuva, em Cacoal (RO), a Verbo Filmes produziu o documentário “EZEQUIEL RAMIN – O Mártir da Opção pelos Pobres” sobre a vida e trajetória do sacerdote, que dedicou sua vida aos mais pobres e injustiçados. O material foi feito em parceria com os Missionários Combonianos.

O coordenador do trabalho de divulgação da memória dos 30 anos da morte de Ezequiel, padre Rafael Vígolo, missionário comboniano de Porto Velho (RO), trabalha na divulgação nos municípios que compõem a diocese de Ji Paraná (RO), e afirma que o legado do padre está vivo.

“Percebo como a memória de Ezequiel continua viva no meio do povo. Assim como a vida de tantos outros mártires, o seu testemunho se tornou semente de novos cristãos, suscitando um compromisso renovado no seguimento de Cristo, que nos chama a abraçar uma missão profética e empreender caminhos de paz e justiça, em favor dos mais pobres e abandonados. Hoje há várias obras e atividades, tanto no campo social, quanto da evangelização, que nasceram e se inspiram na sua vida”, revela padre Rafael.

Uma moção de apoio foi lançada para a abertura do inquérito diocesano sobre o martírio do padre Ezequiel, que será dirigida a dom Bruno Pedron, bispo de Ji Paraná.

História

Padre Ezequiel, missionário comboniano, nasceu em Pádua, na Itália, em 1953 e chegou ao Brasil em 1983, na diocese de Ji Paraná. Na região, encontrou uma acentuada situação de desigualdade social decorrente da ausência de reforma agrária e uso da violência pelos grandes latifundiários, que grilavam terras para ampliar suas propriedades. O padre colocou-se então ao lado dos indígenas e pequenos trabalhadores rurais na luta pelo direito à terra, ao trabalho e à vida digna.

No dia 24 de julho de 1985, Ezequiel foi brutalmente assassinado quando voltava de uma missão de paz na Fazenda Catuva. Na companhia do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cacoal, ele havia ido falar com colonos ameaçados de despejo para que não partissem para o conflito. Enquanto voltava para casa, o carro em que viajava foi almejado de tiros.

Por CNBB – Com informações das Pontifícias Obras Missionárias

Publicado em 28/07/2015 por

[ARTIGOS] Francisco, muito além da fome espiritual

Por Padre Geovane Saraiva*

geovane200É indispensável olhar para o Filho de Deus, sempre sensível às necessidades mais elementares de todo um povo ou uma multidão de pessoas, todos cercados pelo sofrimento ao mesmo tempo. Somos convocados, como seus discípulos e seguidores, hoje,  com um coração bom, grande e generoso, numa atitude responsável a repetir o mesmo gesto do Mestre e Senhor. Cinco pães e dois peixes tem como resultado a soma sete, um número teológico completo, perfeito (cf. Jo 6, 1-15). Pelo o esforço da partilha e desperdício é claro que podemos enxergar o grande e maior milagre, a manifestação da glória de Deus, sinal de um mundo mais justo e mais solidário. Como seria maravilhoso sempre se expressar, de acordo com  a vontade do Pai:  “Ao senhor quero cantar, pois fez bilhar a sua glória!” (cf. Ex 15, 1).

Sinal evidente do brilho da glória de Deus deu-se com a eleição de Jorge Mario Bergoglio (13.03.2013), que logo no início de seu pontificado mostrou sinais concretos da importância do Concílio Vaticano II: dispensou a cruz de ouro, recusou o carro de luxo, pagou a sua conta na pensão, exortou os bispos a saírem dos palácios e a irem para as periferias, disse que a Igreja sem a Cruz é tão somente uma piedosa ONG, pediu a bênção dos fiéis e se esforça para dar rumo aos trabalhos pastorais nos nossos dias. Vejo a essência do seu pontificado nas palavras daquele que era invocado com nome ‘Dom da Paz’, Helder Câmara: “Que eu aprenda afinal, com a paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, a cobrir de véus o acidental e efêmero, deixando em primeiro plano, apenas o mistério da Redenção”.

O Papa Francisco em suas palavras antes da oração mariana do Ângelus (26.07.2015), deixou claro que os discípulos raciocinam com mentalidade de ‘mercado’;  destacou que a ninguém falte o pão e uma vida digna e ainda: Jesus sacia a fome do sentido da vida, falando da substituição da lógica do mercado que é ‘comprar’ pela a lógica de Deus  que é ‘dar’. Comentou de um modo simples, quanto profundo, o Evangelho do domingo, o  qual fala da multiplicação dos pães e dos peixes, deixando claro que Jesus sacia não só a fome material, mas aquela mais profunda, a fome do sentido da vida, a fome de Deus. E acrescentou: “Jesus não é só alguém que cura, que realiza milagres, mas é também Mestre. De fato, sobe a montanha e se senta, na típica atitude do mestre quando ensina: sobe sobre aquela ‘cátedra’ natural criada pelo seu Pai celeste”.

Como o Santo Padre nos encanta ao falar do “agir e do poder misericordioso de Deus, que nos cura de todos os males do corpo e do espírito”. E da janela do escritório do último andar do Palácio Apostólico, o Pontífice citou os gestos realizados naquela ocasião por Jesus, que “tomou aqueles pães e aqueles peixes, deu graças ao Pai e os distribuiu”, antecipando “aqueles da Última Ceia, que dão ao pão de Jesus seu significado mais profundo e verdadeiro”.

Por fim concluiu o Sumo Pontífice: “Participar da Eucaristia significa entrar na lógica de Jesus, a lógica da gratuidade, da partilha; comungar significa também atingir de Cristo, a graça que nos torna capazes de partilhar com os outros o que somos e o que temos”. Aqui percebo uma enorme afinidade na mística do Sevo de Deus, Dom Helder Câmara,  que soube ver o rosto de Deus na dor, na angústia e no sofrimento do próximo, a exemplo de Nosso senhor Jesus Cristo, numa profunda e terna compaixão, desejando-lhe sua restauração por inteiro: “Se eu pudesse sairia povoando de sono e de sonhos as noites mal dormidas dos desesperados”.

Será que estamos perto de voltar às origens do cristianismo e a reaprender o Evangelho? O Papa Francisco  é contumaz e dar o exemplo, dizendo-nos que devemos beber novamente da fonte d’água da vida que é o próprio Deus. Aqui faz-nos lembrar  o Papa João XXIII, na aula inaugural do Concilio Vaticano II (1962-1965), quando disse com força: “Aqui estamos para a nossa conversão” e ele mesmo se incluía; significando que nós, cristãos, padres e bispos e até o Papa, todos chamados à conversão do coração, que no dizer do Cardeal Lorscheider, em consonância com do espírito do referido Concílio, trata-se da Igreja povo de Deus, Igreja toda missionária, peregrina na história, despojada, servidora e sempre necessitada de conversão. Assim seja!

*Escritor, blogueiro, colunista, vice-presidente da Previdência Sacerdotal e Pároco de Santo Afonso, Parquelândia, Fortaleza-CE – geovanesaraiva@gmail.com

 

Artigos Relacionados

Publicado em 27/07/2015 por

[Boletim] Boletim Informativo de julho de 2015

 

 

 


QR Code Business Card