Publicado em 29/08/2014 por

[NOTÍCIAS/Brasil] CNBB divulga nota contra a revista vexatória nos presídios

cnbbO Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) aprovou nesta sexta-feira, 29, nota sobre a revista vexatória nos presídios brasileiros. O texto foi divulgado hoje durante entrevista coletiva à imprensa. Por meio da publicação, a CNBB manifesta repúdio à pratica, aplicada na maioria dos presídios do país, considerada pela entidade como “vergonhosa e desumana”. Confira a nota na íntegra:

NOTA CONTRA A REVISTA VEXATÓRIA NOS PRESÍDIOS

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1Cor 3,16)

O Conselho Episcopal Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, reunido em Brasília nos dias 28 e 29 de agosto de 2014, vem manifestar seu repúdio à inaceitável prática da revista vexatória, aplicada na maioria dos presídios brasileiros. Esse procedimento desumano submete as pessoas que visitam os encarcerados, especialmente as mulheres, à humilhação do desnudamento, da manipulação de suas partes íntimas por agentes do Estado e a outras práticas degradantes. Viola a sacralidade do corpo humano, templo vivo de Deus, e fere sua dignidade.

A revista vexatória desrespeita a Constituição Federal (cf art. 5º), que veda que a pena ultrapasse a pessoa do condenado, e constitui tratamento cruel, desumano e degradante e, em situações extremas, crime de tortura. Tal prática não respeita nem mesmo a idade, submetendo crianças, adolescentes e idosos a humilhações e constrangimentos que afrontam a proteção integral a que têm direito conforme lhes garantem, respectivamente, os Estatutos da Criança e do Adolescente e do Idoso.

Está comprovado que a maioria dos objetos ilícitos encontrados com os presos não entra com quem os visita. Nos estados onde esta condenável prática foi abolida, como Goiás e Espírito Santo, não houve alteração na quantidade de entorpecentes e objetos apreendidos com os presos. Prova de que esta revista pode e deve ser substituída por outros procedimentos mais eficientes e compatíveis com a dignidade humana, que garantem a segurança das unidades prisionais e a integridade dos visitantes tais como detectores de metais e scanners corporais.

Lamentavelmente inúmeros presos deixam de receber a visita de seus parentes por causa dessa violência desmedida e institucionalizada. Os apenados são privados, assim, de um direito garantido por lei que é a convivência com sua família, fundamental para ajudá-los em sua recuperação.

A CNBB faz, portanto, veemente apelo à União e aos Estados onde é mantida a revista vexatória que ponham fim a essa prática inconstitucional, vergonhosa e desumana. Apela, igualmente, aos Senhores Deputados Federais que votem e aprovem, o quanto antes, o PLS 480/2013, já aprovado no Senado, que elimina de vez esse abominável procedimento nos presídios do país.

Que Deus seja a força e a luz dos que, na luta em defesa da dignidade da pessoa humana, promovem a justiça e a paz.

Brasília, 29 de agosto de 2014.

Dom Raymundo Damasceno Assis

Arcebispo de Aparecida

Presidente da CNBB

Dom José Belisário da Silva

Arcebispo de São Luís

Vice-presidente da CNBB

Dom Leonardo Ulrich Steiner

Bispo Auxiliar de Brasília

Secretário Geral da CNBB

Publicado em 29/08/2014 por

[NOTÍCIAS/Brasil] Mais de 800 consagrados reúnem-se com o cardeal João Braz de Aviz

000000cardealavizPRCom a presença do prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, cardeal João Braz de Aviz, o Encontro da Vida Religiosa Consagrada no Brasil, promovido pela Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) e o regional Sul 2 (Paraná) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), reúne 860 consagrados e consagradas de treze estados do país, na paróquia Bom Jesus, em Curitiba (PR). O evento, que teve início ontem, 28, e se encerra nesta sexta-feira, 29, tem como objetivos preparar as famílias religiosas para o Ano da Vida Consagrada, instituído pelo papa Francisco, e celebrar os 50 anos do Concílio Vaticano II, animando e renovando homens e mulheres no seu compromisso com o próximo, de acordo com os ensinamentos cristãos.

Para dom João Braz, a proclamação de 2015 como ano da Vida Consagrada retoma as grandes linhas traçadas pelo Concílio e os caminhos percorridos pela vida consagrada até então, à luz do documento Perfectae Caritatis que, no próximo ano, completará cinquenta anos. Segundo o cardeal, com a iniciativa, “o papa Francisco quer ressaltar que a vocação consagrada é fundamental na Igreja”. Falou, ainda, sobre as mudanças que a vida consagrada enfrenta. “Os antigos carismas são dons de Deus, e não podem ficar escondidos debaixo das cinzas. Mas não podem conservar todas as suas tradições, voltadas para os séculos passados, sem considerar o mundo atual”, afirmou.

Sobre o tema do evento, “Alegrai-vos!”, o cardeal enfatizou o fato de que a alegria precisa ser a característica de cada consagrado ou consagrada. “Seguir Deus e o Evangelho é o que realiza as pessoas. E não basta dizer que se é feliz, mas é preciso ser de fato”, apontou o religioso.

Por sua vez, a presidente nacional da CRB, irmã Maria Inês Vieira Ribeiro, ressaltou a presença dos religiosos de todas as regiões do Brasil. “É uma imensa alegria olhar para estes rostos atentos, estes corações abertos, essa esperança lúcida para o dia de hoje. É muito bom observar esses rostos vindos de tantos lugares do nosso país. Em nome da CRB nacional quero acolher a todos para esse momento de graça, de Kairós para a Vida Consagrada”, disse.

Participam do encontro, consagrados e consagradas, aspirantes, junioristas, noviços e noviças, membros de Institutos da Vida Consagrada, Novas Comunidades de Vida, padres diocesanos e vários bispos.

Na programação, há palestras com o abade do Mosteiro Trapista de Campo Tenente (PR), dom Bernardo Bonowitz; e do professor de Teologia da PUC de Curitiba, frei Clodovis Boff.

O evento é transmitido ao vivo pelo endereço: https://www.youtube.com/watch?v=dPpYGrZAXlQ

Com informações da Arquidiocese de Curitiba e da CRB Nacional.

Fonte: CNBB

Publicado em 29/08/2014 por

[FOTOS] Dom Fernando Barbosa dos Santos: ordenação episcopal

ordenação300Veja aqui as fotos da ordenação Episcopal de dom Fernando Barbosa dos Santos que aconteceu no dia 28 de agosto de 2014 na Catedral Metropolitana de Fortaleza. O ordenante foi dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo metropolitano de Fortaleza.

Mais fotos.

Fotos, Alexandre Joca, PASCOM Arquidiocese de Fortaleza.

Publicado em 28/08/2014 por

[NOTÍCIA] Ordenação Episcopal de Mons. Fernando Barbosa dos Santos, CM

Ordenação Episcopal do Monsenhor Fernando Barbosa dos Santosmons-fernando

A Arquidiocese de Fortaleza, a Prelazia de Tefé e a Congregação da Missão (Padres Lazaristas) realizam no dia 28 de agosto, às 18h30min, na Catedral Metropolita de Fortaleza a Ordenação Episcopal do Monsenhor Fernando Barbosa dos Santos. O ordenante será Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza – CE juntamente com seus co-ordenantes Dom Vicente Joaquim Zico – CM, arcebispo Emérito de Belém – PA; Dom Eduardo Castriani, CSSp – arcebispo de Manaus – AM; e demais bispos presentes.

Informações pelo telefone (85) 3223 5644 na Paróquia Nossa Senhora dos Remédios no Benfica.

  1. Fotos da Ordenação episcopal:

Assista ao vídeo de Mons. Fernando

Amplie a imagem, clicando para ver o convite

mons-fernando_2

Publicado em 27/08/2014 por

[FOTOS] Seminário: Igreja missionária no continente digital

encontroweb400Veja aqui as fotos do primeiro momento do Seminário “Igreja missionária no continente digital” que está acontecendo no Centro de Pastoral Maria Mãe da Igreja durante todo o dia de hoje, 27 de agosto de 2014.

OUTRAS FOTOS

Saiba mais.

Publicado em 27/08/2014 por

[NOTÍCIA] Milhares de fieis marcam presença no aniversário de 13 anos da Rádio Dom Bosco

O encontro reuniu alegria, fé e louvor entre os cristãos que compareceram ao evento no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza

CELEBRAÇÃO-SANTA-MISSA400Milhares de fieis celebraram a festa de aniversário da Rádio Dom Bosco FM 96,1, que foi realizada no último sábado (23) no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza. O evento contou com a presença de diversas atrações religiosas, a Santa Missa e o sanfoneiro Waldonys.

Para o Padre Gilberto Silva, diretor da Rádio e salesiano, a emissora é um meio de comunicar aos ouvintes fé e esperança. “A Rádio consegue transmitir essa mensagem de ânimo e vida e isso edifica a nossa existência”, declara. Além disso, ele destaca o alcance adquirido no Ceará, no Brasil e no mundo. “Nós sabemos hoje que a Rádio Dom Bosco não atinge só o Ceará, mas o mundo inteiro através da internet”, aponta.

Estiveram na programação do evento: padres integrantes da emissora, Irmã Kelly Patrícia, Fátima Souza, Frei Jurandir Caetano, Padre Chicão (da Rede Milícia), Izaías Luciano e banda Misericórdia em Canção.

Após a apresentação de Waldonys, a Santa missa e outras apresentações religiosas, foi a vez da última atração da noite, o show no ritmo pop rock da Irmã Kelly Patrícia. Com dança e louvor ela animou o público. Para a Irmã Kelly, esta comemoração foi um momento de ação de graças pelos 13 anos de evangelização realizada pela rádio. “Dom Bosco escrevia em todos os lugares, para os jovens, crianças e para as pessoas verem: ‘Deus me vê’ e a rádio possui essa consciência ao levar o nome de Deus para as casas”, explicou.

Com o público animado e ouvintes de toda a região, Margarida Azevedo, moradora do Parque Guadalajara, na Jurema, trouxe para a festa de aniversário da rádio sua irmã Francisca das Chagas, do município de São Benedito, no interior do Ceará. Juntas, elas comemoraram também, anos de vida de Francisca. “Para mim é uma honra estar aqui, uma felicidade. A Rádio Dom Bosco é uma maravilha, na minha vida e acho que na de todos os ouvintes”, afirmou Margarida.

O que chamou atenção no ginásio Paulo Sarasate foram cartazes de caravanas vindas de diversas localidades do Ceará. A Caravana da Paupina, bairro próximo a Messejana, marcou presença. Seus organizadores, Venício Silva e Paulo Barcelar, convidaram amigos, familiares e vizinhos para se divertirem. “A Rádio tranquiliza a gente, faz parte do meu dia a dia”, esclarece Venício. Paulo complementa: “a chegada da Rádio Dom Bosco há 13 anos, vem mudando corações, transformando vidas, educando e evangelizando”.

HISTÓRICO DA EMISSORA
A Rádio Dom Bosco teve seu início em 18 de abril de 2001 quando foi aprovado pelo Senado Federal, o Ato que outorgou permissão para a execução de serviços de radiodifusão sonora em frequência modulada. Essa realização teve o empenho do seu fundador Padre Sebastião Alves da Silveira e colaboração de paroquianos, amigos e moradores do Bairro Joaquim Távora. Desde o ano 1997 esta ideia estava “no coração” do Padre como nos sonhos de Dom Bosco, o Fundador da Congregação Salesiana, que era considerado em seu tempo, um grande revolucionário no campo da educação e comunicação.

INTERAÇÃO RÁDIO x OUVINTES
A relação da Rádio com os ouvintes muitas vezes vem de costumes familiares. Sônia Venturini, moradora do bairro Lago Jacarey e ouvinte há 7 anos, começou a escutar por causa de sua mãe. “Ela já acompanhava as orações. Depois que de seu falecimento, a Rádio Dom Bosco continua com a gente e é uma benção pra mim e para minha família”. Já Janeilde Dalva, ressalta as boas notícias transmitidas pela emissora. “As vezes estou tão apreensiva, que quando ligo o rádio me sinto bem melhor, me consola e conforta”, frisou.

A felicidade difundida pela Rádio Dom Bosco fundamenta o testemunho de Maria Socorro de Souza do José Walter, ouvinte há três anos e que se considerava depressiva. “Eu amo a Rádio Dom Bosco, todos os locutores, pessoas que participam, que ajudam a gente por meio da Rádio e que mudaram minha vida através de Deus, com as palavras sagradas, me trouxeram mais graças e alegrias”, confirmou.

Por Rodrigo Neto,  Jornalismo/Produção Rádio Dom Bosco FM 96,1

Publicado em 26/08/2014 por

[NOTÍCIA/Brasil] Cardeal Damasceno Assis recorda a alegria do Evangelho

000000consep14“Um convite à alegria. O papa nos deu essa bela exortação”, disse o arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Raymundo Damasceno Assis, na celebração de abertura da reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep) ampliado.

Dom Damasceno lembrou que, apesar das dificuldades, os cristãos não devem deixar se abater pela tristeza, pelo desânimo, mas deixar-se conduzir pelo Cristo Ressuscitado. “É preciso manter a alegria que brota da certeza de Deus para conosco. O Evangelho nos lembra esta alegria: a certeza de que somos seus filhos, de que nada pode nos abalar, porque Ele nos conhece”, acrescentou.

A reunião do Consep ampliado teve início hoje, 26, pela manhã, na sede da CNBB, em Brasília. Tem como objetivos avaliar e atualizar as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE). “Estamos dando importante passo para a revisão e atualização das DGAE”, ressaltou o cardeal no início da reunião.

Hoje pela manhã são discutidas a recepção das atuais diretrizes, as indicações da 52 Assembleia Geral e a realidade conjuntural em vista das próximas DGAE. À tarde, os presentes dividem-se em grupos de estudo.

Amanhã, pela manhã, haverá reflexão, sob a assessoria do padre Mário de França Miranda, sobre da exortação apostólica, Evangelli Gaudium, e dos discursos do papa ao Episcopado Brasileiro e aos dirigentes do Conselho Episcopal Latino Americano (Celam). Padre Miranda é doutor em Teologia e professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

A reunião do Consep prosseguirá até sexta-feira, 29 de agosto. Fazem parte do Conselho a presidência da CNBB e os presidentes das Comissões Episcopais. Também participam da reunião como convidados os bispos membros e assessores das mesmas comissões e representantes de organismos e pastorais vinculados à CNBB.

Fonte: CNBB

Publicado em 26/08/2014 por

[ARTIGOS] Quinze anos sem Dom Helder

geovane160Padre Geovane Saraiva*

Dom Helder, como profeta, sempre pregou e anunciou uma Igreja simples, longe de uma estrutura pesada, conforme o espírito do Evangelho: “As raposas têm tocas, as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde inclinar sua cabeça” (Mt 8, 22), voltada para os empobrecidos, sem jamais se esquecer de seu ardente desejo, o de construir a paz, associado ao grande sonho do Criador e Pai, pela força da ternura e da não violência. Aos 27 de agosto de 1999, após completar noventa anos, vividos e bem vividos, Dom Helder Câmara partiu para a casa do Pai. Obstinado, na sua luta, fortificado pela graça de Deus, nos projetos e sonhos de um mundo solidário, por onde passou, mesmo tendo que ir para o ostracismo, ficando no isolamento e sendo excluído dos meios de comunicação social, durante o regime militar, que o via como um risco e um perigo à democracia, permanecendo sempre determinado e corajoso, sem jamais desanimar. Daí nossa ação graças ao bom Deus pelas marcas indeléveis, deixadas pelo artífice e protagonista da paz.

Como é importante recordar sua formação sacerdotal, com o ingresso no Seminário da Prainha em 1923 – Fortaleza – CE, então, confiado aos padres lazaristas. Nesta instituição cursou e concluiu os estudos eclesiásticos, tendo sido ordenado sacerdote aos 15 de agosto de 1931, com 22 anos de idade, recebendo autorização especial da Santa Sé, por não possuir a idade canônica. Sem perder tempo, no mesmo ano fundou a Legião Cearense do Trabalho; em 1933 fundou a Sindicalização Operária Feminina Católica, que congregava as lavadeiras, passadeiras e empregadas domésticas; atuou na área da educação, participando de políticas governamentais do estado do Ceará, na área da educação pública; militou ativamente da Liga Eleitoral Católica (LEC) e foi nomeado diretor do Departamento Estadual de Educação do Estado do Ceará. Transferido em 1936 para a cidade do Rio de Janeiro, então capital da república; na cidade maravilhosa não parou, além de dedicar-se intensamente às atividades apostólicas, foi nomeado Diretor Técnico do Ensino da Religião no Ministério da Educação.

No Rio de Janeiro bebeu água de uma fonte rica e preciosa, me refiro aos préstimos do jesuíta Pe. Leonel Franca, como seu diretor espiritual, criador da primeira Universidade Católica do Brasil – a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Tudo concorreu, por vontade do bom Deus, que se antecipasse, em ideias e atitudes concretas, na luta por justiça e paz, querendo a “restauração de todas as coisas e Cristo” (cf. At 3, 21), a partir do aggiornamento promovido pelo Papa João XXIII e com o qual iria revolucionar, não apenas a Igreja, mas o nosso mundo hodierno – É o sonho de esperança do Concílio Vaticano II! Pense numa vida espetacular, nos seus gestos de falar com entusiasmo, frases e pensamentos, do mais íntimo do íntimo, profundamente marcados pelo otimismo, ao afirmar: “Esperança é crer na aventura do amor, jogar nos homens, pular no escuro, confiando em Deus”.

Jamais deixou de ter diante dos olhos e sonhava ardentemente com uma Igreja despojada, pobre e servidora. Daí ser signatário do “Pacto das Catacumbas”, de 16 de novembro de 1965, que foi uma excelente oportunidade para os bispos pensarem e refletirem sobre eles mesmos, no sentido de fazer uma experiência do amor de Deus, enriquecida de uma vida com marcas da simplicidade e desapego dos bens deste mundo, numa Igreja encarnada na realidade, comprometida com o povo, renunciando as aparências de riqueza, dizendo não as vaidades, consciente da justiça e da caridade, através desse documento desafiador. Repito o que alhures já disse inúmeras vezes: “Eu sou daqueles que tem a convicção de que os escritos de Dom Helder ainda serão fonte de inspiração na América Latina, daqui a mil anos. Ele lançou sementes destinadas a produzir uma messe abundante nesta época do cristianismo que está começando agora. Suas sucessivas conversões, sinalizando de certa maneira, a futura trajetória da Igreja neste momento da história da humanidade” (Teólogo José Comblin).

Concluo com as palavras daquele que disse: “Gostaria de ser uma poça d’água para refletir o céu”; já o papa Paulo VI, seu amigo de fé, o tinha como “um místico e apóstolo”. Sua vocação precoce ao sacerdócio, mas segura e convicta, se manifestou aos oito anos de idade, nas suas próprias palavras: “Não posso nem imaginar ser alguma coisa na vida além de padre. Ser um padre, para mim, não é uma escolha. É um modo de vida. Ser padre nunca me provocou arrependimento. Celibato, castidade, a ausência de uma família do modo como os leigos a entendem – tudo isso nunca foi um peso. Há os que nasceram para cantar, jogar futebol, escrever (…). E há os que nasceram para ser padres”.

*Padre da Arquidiocese de Fortaleza, escritor, colunista, blogueiro, membro da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza, da Academia de Letras dos Municípios do Estado Ceará (ALMECE) e Vice-Presidente da Previdência Sacerdotal – Pároco de Santo Afonso – geovanesaraiva@gmail.com

 

Artigos Relacionados

Publicado em 25/08/2014 por

[NOTÍCIA] Ordenações Diaconais na Arquidiocese de Fortaleza

No próximo dia 25 de agosto, às 18h30min, na Catedral Metropolitana de Fortaleza, serão ordenados Diáconos onze jovens seminaristas pela imposição das mãos e oração consecratória de Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza. Os ordenandos são:

  • Alex de Brito Sátiro

Paróquia de origem: Nossa Senhora da Glória, bairro Cidade dos Funcionários, Fortaleza.

Estágio Pastoral: Área Pastoral Santo Antônio, distrito de Caiçara, Canindé

 

  • Francisco Aderlane Freitas Carneiro

Paróquia de origem: São Francisco das Chagas, Canindé

Estágio Pastoral: Paróquia Bom Jesus dos Navegantes, distrito de Parajuru, Beberibe

  •  Francisco Marciano de Sousa

Paróquia de origem: São Francisco de Assis, Palmácia.

Estágio Pastoral: Paróquia Nossa Senhora da Penha, distrito de Sucatinga, Beberibe.

  •  Vicente Gomes de Oliveira

Paróquia de origem: Nossa Senhora dos Prazeres, Caucaia.

Estágio Pastoral: Paróquia São Francisco das Chagas, bairro Jereissati II, Pacatuba.

  •  Cledison Reis Lima, CCSh

Paróquia de origem:São José Operário de Castelo Branco.

Estágio Pastoral: Discipulado de Pacajus.

  •  Célio Lourenço da Silva, CCSh

Paróquia de origem:São Miguel, Quixeramobim

Estágio Pastoral: Centro Católico de Evangelização Shalom. bairro de Fátima 

  •  Livandro Nonato Dias Coelho Delfim Monteiro, CCSh

Paróquia de origem: São Gonçalo do Retiro, Salvador – BA.

Estágio Pastoral: Diaconia Shalom

  •  Rômulo Bezerra de Castro, CCSh

Paróquia de origem:São Pedro, bairro Barra do Ceará, Fortaleza.

Estágio Pastoral: Discipulado de Quixadá.

  •  Dom Gabriel Alves do Amaral, OSB

Paróquia de origem: São João Batista, distrito de Aruaru, Morada Nova.

Estágio Pastoral: Paróquia São João Batista, Acarape

  •  Ir. José Aroldo Martins Santos, INJ

Paróquia de origem: Sant’Ana, Paramoti

Estágio Pastoral: Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, Morada Nova – Teresina-Pi

  •  Ir. José Lauro Costa Aderaldo, INJ

Paróquia de origem: Nossa Senhora Imaculada Conceição, bairro João XXIII, Fortaleza.

Estágio Pastoral: Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, Teresina – PI.

clique para ampliar dia_2

Publicado em 25/08/2014 por

[NOTÍCIA] Seminário: Igreja missionária no continente digital

a3_cartaz_pascom_fortalez400O Setor de Comunicação e a Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Fortaleza em parceria com a Canção Nova, atento aos desafios atuais de nossa Igreja, promoverá no dia 27 de agosto de 2014, de 8 h às 17 h, o Seminário “ IGREJA MISSIONÁRIA NO MUNDO DIGITAL”.

Esse encontro foi exclusivamente pensado e direcionado para os presbíteros de nossa arquidiocese e do nosso Regional e agentes da Pastoral da Comunicação, PASCOM. Por isso, esperamos contar com a participação de todos para juntos fazermos da Comunicação Digital um grande instrumento na EVANGELIZAÇÃO.

Informações e programação do evento no site www.arquidiocesedefortaleza.org.br

Inscrições no Setor de Comunicação da Arquidiocese de Fortaleza, localizado no Centro de Pastoral Maria, Mãe da Igreja ( Av. Dom Manuel 332, Centro – Fortaleza/CE). Telefone (85) 3388.8703.

ENCONTRO FORMATIVO SOBRE WEB – inscrições

 


QR Code Business Card