Publicado em 31/10/2012 por

Reforma do Código Penal na pauta da reunião dos bispos

A reforma do Código Penal também foi abordada pelos bispos durante o Conselho Permanente. Desde a última Assembleia Geral, a Conferência acompanha a discussão deste importante tema que tramita no Congresso Nacional. Foi criada uma comissão, presidida pelo secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner, com especialistas na questão jurídica.

No início da sessão da tarde desta quarta-feira, 31 de outubro, o dr. Marcelo Lavenère apresentou aos bispos os trabalhos desta comissão. Ele comunicou a nova prorrogação, pelo Senado Federal, do prazo para a apresentação de propostas de emenda ao projeto da Reforma. Marcado para o início de novembro, foi novamente adiado para dezembro.

A CNBB recolhe sugestões de diversos grupos e deve apresentar uma contribuição em nome da Conferência para o projeto do novo Código. O Dr. Marcelo destacou as dificuldades e a importância da atuação da entidade na reflexão em prol de uma nova legislação que respeite os valores da dignidade humana. Diversas outras entidades que acompanham a questão pedem uma prorrogação, ainda maior, do prazo para a apresentação de contribuições ao projeto.

POR: CNBB

Publicado em 31/10/2012 por

Programação de Missas no Dia de Finados

Dia 2 de novembro, Dia de Finados, é dia de lembrar todos àqueles que partilharam conosco a sua vida e que já faleceram. O Dia de todos os Santos, 1º de novembro, fez com que surgisse um dia dedicado à memória de todos os mortos. As duas festas tem como pretexto fatos transcendentes, mas na verdade celebram realidades desta vida. A Fundamentação Bíblica para o Dia de Finados é encontrada no Segundo Livro dos Macabeus capítulo doze versículo quatro (12, 4), onde se lê: “Rezou pelos Mortos”. Veja a programação de Missas no Dia de Finados em alguns Cemitérios:

Cemitério São João Batista

Dia 01 de novembro – às 10 horas, missa presidida pelo Pe. José Targino de Almeida.

Dia 02 de novembro – Dia de Finados – às 8 horas, missa presidida pelo Pe. Targino;

Às 10 horas, missa presidida por Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza;

E às 12 horas, às 15 horas e às 17 horas, missa presidida pelo Pe. Wellington.

O Cemitério São João Batista fica na Rua Pe. Mororó, nº 487, no Centro, em Fortaleza. Informações pelo telefone (85) 3212 8415.

Cemitério Parque da Paz

Dia 02 de novembro – Dia de Finados – às 8 horas, missa presidida pelo Pe. Gilson Soares, Pároco da Paróquia Senhor do Bonfim, no Monte Castelo, animada pela Paróquia Mãe Santíssima;

Às 10 horas, missa presidida por Dom José Luiz Gomes Vasconcelos, bispo Auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza, animada pela Paróquia Mãe Santíssima;

E às 11 horas, missa presidida pelo Padre Gilson Soares, Pároco da Paróquia Senhor do Bonfim, no Monte Castelo, animada pela Capela São Francisco.

O Cemitério Parque da Paz fica na Av. Presidente Juscelino Kubitschek, nº 4454, no bairro Passaré, em Fortaleza. Informações: (85) 3295 2577 ou 3295- 5464, no Cemitério Parque da Paz.

Cemitério Bom Jardim

Dia 02 de novembro – Dia de Finados – às 8 horas e 16 horas, missas presididas por Padres da Paróquia Santa Cecília, no Bom Jardim.

O Cemitério do Bom Jardim fica na Est. do Jatobá, nº 2668, no Parque Santa Cecília. Informações pelo telefone (85) 3452 2465, no Cemitério do Bom Jardim.

Cemitério da Parangaba

Dia 02 de novembro – Dia de Finados – às 8h30min, 12 horas e às 16 horas, missas presididas pelos Padres da Paróquia Bom Jesus dos Aflitos, da Parangaba.

O Cemitério da Parangaba fica próximo ao terminal da Parangaba. Informações pelo telefone (85) 3292 3090, no Cemitério da Parangaba.

Cemitério Jardim Metropolitano

Dia 02 de novembro – Dia de Finados – Missas às 10 horas presidida pelo Pe. Wagner. Também acontece missa às 15 horas e 16 horas, com Padres a confirmar.

O Cemitério Jardim Metropolitano fica na Rodovia Anel Viário nº 4261 – Eusébio. Informações pelo telefone (85) 3274 4786, Cemitério Jardim Metropolitano.

 

Publicado em 31/10/2012 por

Ação missionária no exterior está na pauta do Conselho Permanente

Na manhã desta quarta-feira, 31 de outubro, os membros do Conselho Permanente (CP) continuaram com sua reunião ordinária. Após as palavras do Núncio Apostólico no Brasil, dom Giovanni d’Aniello, os bispos acompanham a apresentação dos trabalhos com da Comissão Episcopal Pastoral para Ação Missionária.

O presidente da Comissão, dom Sérgio Braschi, relatou o resultado da viagem que realizou ao Haiti, no mês de setembro, bem como os trabalhos de colaboração da Igreja no Brasil com Guiné-Bissau e o Haiti.

Ainda durante esta manhã, são apresentados os trabalhos da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé sobre os trabalhos do Ano da Fé, além da temática do último Sínodo dos Bispos. O ponto principal da pauta deste CP, a preparação da pauta da 51ª Assembleia Geral, também está na pauta desta manhã.

POR: CNBB

Publicado em 31/10/2012 por

Padre Cícero Romão Baptista e os fatos do Joaseiro

Por ocasião do lançamento dos 02 volumes da coleção “Padre Cícero Romão Baptista e os fatos do Joaseiro” — editado em parceria Diocese de Crato/Fundação Padre Ibiapina–Fecomercio/Senac/Sesc–Fundação Waldemar de Alcântara e Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, Dom Fernando Panico fez o seguinte pronunciamento:

Meus queridos amigos e amigas,

Mais do que isso: meus queridos irmãos e irmãs em Jesus Cristo!

Sejam muito bem vindos a esta celebração de um momento muito importante para a Igreja Católica nesta Diocese, no Ceará e no Brasil – quiçá fora daqui também – quando os documentos sobre a sofrida Questão Religiosa do Juazeiro começam a ser publicados.

Tal fato me deixa parcialmente satisfeito. E digo “parcialmente” por entender que a publicação desses dois volumes é apenas o início da divulgação do material guardado há mais de um século sobre a Questão Religiosa do Juazeiro. Esses dois livros são frutos da parceria firmada entre a Fecomércio–Sesc–Senac–IPDC / Diocese de Crato/Fundação Padre Ibiapina / Fundação Waldemar de Alcântara e Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte. Resumindo: um pouco já foi feito…

Desde que aqui cheguei, e já na minha primeira comunicação com vocês – através de uma Carta Pastoral – eu dizia que queria fazer justiça aos romeiros e romeiras. Não foram poucos os meus esforços nesse sentido, e todos vocês são testemunhas desses esforços, pois todos foram e continuam sendo públicos!

Mas aquele que eu penso ser, efetivamente, um divisor de águas na história desta Igreja com o objetivo de se fazer justiça ao Padre Cícero, à Beata Maria de Araújo, a todos os devotos, a todos os seus romeiros e romeiras, a todos aqueles que se sentem chamados por Nossa Senhora a virem a esta terra sagrada do Juazeiro, a vocês e a seus familiares, é exatamente a publicação desses documentos. Não há mais o que se esconder. Tudo vai estar às mãos dos pesquisadores, dos estudiosos, dos interessados em saber quem, realmente, foram essas pessoas que aqui viveram, que aqui dia após dia, sofrimento após sofrimento, alegria após alegria, se mostraram sempre fiéis à Igreja Católica, à Igreja de Jesus Cristo, à Igreja da Mãe das Dores, ao Padre Cícero.

Por esta iniciativa – partida do Bispo de Crato – a história de Juazeiro, a partir de agora, não deverá ser mais distorcida… A não ser que ainda haja aqueles espíritos mal intencionados… E sempre os há!

Vou contar a vocês – em rápidas palavras – como essa história começou. Eu já conhecia e sempre me encantei com a história do Padre Cícero e das romarias, muito antes de ser o Bispo desta Diocese. Já tinha visitado Juazeiro e Crato algumas vezes. E quando aqui cheguei como bispo, meu antecessor – Dom Newton – informou que havia uma carta do Cardeal Ratzinger, hoje o nosso querido Papa Bento XVI, na qual perguntava pela possibilidade de abrir os arquivos da Cúria de Crato. Cito um trecho daquela carta:

“… Venho solicitar a Vossa Excelência o parecer sobre a oportunidade de permitir a consulta aos documentos de Arquivo concernentes aos fatos de Juazeiro do Norte e do Pe. Cícero Romão Baptista. A Congregação para a Doutrina da Fé deseja saber se é oportuno ou não submeter a estudo esta documentação de arquivo a fim de chegar a um esclarecimento do caso… etc.”

Os desdobramentos daquele pedido todos vocês sabem: a petição para a reabilitação do Padre Cícero, após cinco anos de trabalho por uma Comissão de Estudos.

Assim que se começou a abrir os rolos de documentos, uma pessoa – de forma extremamente dedicada e a quem eu quero aqui agradecer publicamente, transcreveu nada mais, nada menos que 745 cartas daquele arquivo. Todas essas cartas diziam respeito ao Caso Padre Cícero. Essa pessoa foi a Irmã Annette, que recebeu uma ajuda aqui, outra lá, mas o grosso de todo o estafante trabalho foi feito por ela.

E vocês podem imaginar o que é transcrever cartas, escritas com a ortografia do século XIX, escritas muitas vezes com caligrafia difícil de ser “decifrada”. Grande parte do conteúdo desses dois livros que estão sendo entregues nesta noite, deve-se ao trabalho incansável da Irmã Annette, que teve também o cuidado de arquivar no Centro de Psicologia da Religião, todo documento que lhe caía às mãos… E fê-lo com minhas bênçãos, é verdade… Pois se até o Cardeal Ratzinger pede licença ao Bispo para abrir os arquivos diocesanos, mais ainda qualquer pessoa deve fazê-lo.

Quando se começou a conhecer o conteúdo daquela documentação; quando as pessoas iam lendo aquelas cartas, muitos comentavam comigo o que elas continham. Então começou a ficar muito claro para mim a importância do material que – por mais de cem anos – ficara relegado ao esquecimento na Cúria de Crato.

Também comecei a pensar nos que têm interesse em saber, em estudar e pesquisar sobre a história do Padre Cícero e se beneficiarem do trabalho já feito pela Irmã Annette e pelos outros membros da Comissão de Estudos para a reabilitação do Padre Cícero. E imagine o bem que faria se todo o material fosse publicado.

Comecei então a alimentar o desejo de publicar a Opera Omnia, isto é a obra completa do e sobre o Padre Cícero. Este era o meu objetivo: a publicação de todos os documentos que temos nos arquivos da Cúria. Este trabalho não saiu exatamente como eu queria. O que vocês têm agora, nestes dois volumes, é apenas uma pequena parte dos documentos, apenas os que foram usados para o pedido de reabilitação do Padre Cícero, e outros poucos. Estes já estavam transcritos! Foi fácil compor os livros com eles.

Mas ainda há muito para se publicar. Não somente os textos dos eminentes pesquisadores como há aqui. Para tanto, haverá outras formas e outras ocasiões, para a divulgação do restante das cartas, dos bilhetes, dos demais documentos que fizeram a história do Juazeiro e do Padre Cícero…

E ainda há pessoas que dizem que o Padre Cícero não deixou nada escrito! Que engano! Muito e muito ele escreveu. Muito e muito ainda resta para ser publicado! Existem ainda outros arquivos que precisam ser trabalhados, isto é precisam de alguém que se disponha a fazer o que a Irmã Annette e seu grupo fez. É preciso fazê-lo. É preciso que tudo seja publicado para que seja perpetuada uma memória tão rica –imensamente rica– a memória deste povo, expressão mais próxima da verdade que ocorreu.

No site do Departamento Histórico Diocesano Pe. Antônio Gomes de Araújo estarão disponíveis uma outra parte dos documentos.

Espero que não paremos por aqui. Espero que tenhamos fôlego para ir adiante, para encontrarmos novos parceiros como estes que patrocinaram a publicação desses dois livros: Fecomércio, SESC, SENAC, Fundação Waldemar de Alcântara e Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, para que se cumpra aquilo que o Bispo de Crato desejou –e deseja– deixar vir a lume a Opera Omnia do Padre Cícero.

Este meu texto estará disponível no site da Diocese para quem quiser consultá-lo.

Muito obrigado!

Dom Fernando Panico, Bispo do Crato

 

Publicado em 31/10/2012 por

Carta de denúncia, compromisso e esperanças da 5ª Semana Social Brasileira no Ceará

Os participantes do Seminário Estadual da  5ª Semana Social Brasileira no Ceará que aconteceu nos dias 9, 10 e 11 de outubro, acabam de divulgar uma carta onde declaram suas indignações diante da violação de direitos humanos no Estado ‘que temos’ e ao mesmo tempo apresentam esperanças, disponibilidades, resistências e fé na construção de um Estado democrático, defensor dos direitos humanos: culturais e ambientais, e promotor do Bem Viver. Leia aqui a íntegra da Carta.

Informações com Regilvânia Matheus, Cáritas Regional Ceará (85) 9934.3903

Publicado em 31/10/2012 por

Com lançamento hoje (31), Muticom será transmitido pelas redes sociais

Nesta quarta-feira (31) a cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, sediará o lançamento oficial do 8º Mutirão Brasileiro de Comunicação (Muticom), que acontecerá de 9h às 11h no auditório do Laboratório de Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Durante a programação do encontro haverá uma palestra sobre o tema “Comunicação e participação cidadã: meios e processos”, ministrada pelo padre Ermanno Allegri, Diretor Executivo da Agência de Notícias ADITAL, com sede em Fortaleza, no Ceará.

Durante as atividades será apresentada a programação completa do lançamento que se estende até o domingo, dia 04 de novembro. O Muticom será transmitido em tempo real pelas redes sociais através dos links que serão disponibilizados para os internautas acompanharem a solenidade de lançamento e a palestra. Para assistir à transmissão, siga o perfil no twitter ou curta a página no facebook.

Além disso, a equipe organizadora do 8° Muticom convoca os internautas a participarem de um twittaço que será realizado no decorrer do evento. O público pode participar utilizando a hastag #8muticom para se referir a qualquer assunto relacionado ao evento. A iniciativa tem o propósito de fortalecer a interação entre os comunicadores numa ação coletiva de divulgação do encontro.

O evento reúne comunicadores, profissionais, pesquisadores, professores, agentes de pastoral, bem como os comunicadores populares para promover um espaço de diálogos sobre democratização e as políticas de comunicação social existentes na atualidade. O objetivo é debater, a partir da reflexão conjunta entre os participantes, sobre a diversidade de temas que são fundamentais para o desenvolvimento da comunicação.

Cada Mutirão trabalha com um tema motivador, por meio de Palestras e de Painéis que desdobram o tema central, buscando refletir e aprofundar aspectos teóricos e práticos da comunicação. Além disso, o evento conta com a realização de Grupos de Trabalho (GT’S), que promovem a troca de experiências no âmbito da comunicação. Através desta programação, os Mutirões propõem um espaço de construção coletiva, que pretende inovar as práticas e sinalizar o pensamento da comunicação no ambiente social.

Histórico do Muticom

O Mutirão Brasileiro de Comunicação surgiu em continuidade aos Congressos Brasileiros de Comunicação Social, promovidos pela União Cristã Brasileira de Comunicação (UCBC), que tiveram início entre os anos de 1970 e final da década de 1990. O evento é uma organização da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Signis Brasil, Arquidiocese de Natal, dentre outras instituições, além de ser um projeto de extensão da UFRN. Será realizado no período de 27 de outubro a 1º de novembro de 2013, na UFRN, em Natal (RN).

Sobre o padre Ermanno Allegri

O padre Ermanno Allegri é italiano, naturalizado brasileiro. Há 34 anos vive no país, onde foi coordenador nacional da Comissão Pastoral da Terra (CPT). Atualmente, é diretor executivo da Agência de Informação Frei Tito para América Latina (Adital), que tem sede em Fortaleza (CE). A ADITAL é uma agência de notícias que, segundo o diretor, nasceu para levar a agenda social latino-americana e caribenha à mídia internacional. O endereço da Agência, na internet, é www.adital.com.br.

Notícia da Adital.

Publicado em 31/10/2012 por

Shalom realiza “Eu Creio na Vida Eterna”

Um dia depois da Festa de todos os santos na Igreja, a Comunidade Católica Shalom celebra o dia dos fieis defuntos com orações e meditações

A Comunidade Católica Shalom realiza nesta sexta-feira, dia 2, mais uma edição do “Eu Creio na Vida Eterna”, evento que visa aprofundar o sentido do dia dos fieis defuntos, mais conhecido como Dia de Finados, feriado em nosso país. A programação começa às 15h no Centro de Evangelização Shalom da Paz (Rua Maria Tomásia, nº72,Aldeota) com a meditação do Terço da Misericórdia pelo Pe. Antonio Furtado seguido de missa tendo como intenção principal, os falecidos.

A expectativa é reunir cerca de três mil pessoas para rezar e meditar sobre esse que é um artigo do Credo Apostólico. “Para o cristão a morte não tem a última palavra e no Ano da Fé queremos recordar a todos os fieis esse artigo de fé que professamos todos os domingos na missa: eu creio na vida eterna”, explica Pe. Antonio Furtado, organizador do evento.

Faz parte da tradição da Igreja Católica a oração pelos mortos. Já no século II alguns cristãos visitavam e rezavam no túmulo dos mártires, costume que no século V se tornou uma oração pelos mortos dos quais ninguém se recordava. Foi no século XIII, por decreto papal, que o dia 2 de novembro se tornou o Dia de Finados, um dia depois da Festa de Todos Santos também parte da tradição da Igreja.

SERVIÇO:

Eu Creio na Vida Eterna

Dia: 2 de novembro de 2012 ( Sexta-feira)

Horário: 15h (início) 18h (Missa)

Local: Centro de Evangelização Shalom da Paz (Rua Maria Tomásia, nº 72, Aldeota)

Mais informações: 3261.4444

Entrada gratuita.

Por: Vanderlúcio Souza, Assessoria de Imprensa da Comunidade Católica Shalom.

Publicado em 31/10/2012 por

V Evangelizar Dom Bosco

No dia 20 de outubro de 2012, no aterro da praia Iracema, em Fortaleza, aconteceu o V EVANGELIZAR DOM BOSCO. O tema do V Evangelizar destacou a Juventude. Além do padre Reginaldo Manzotti, o evento teve como atrações a Comunidade Recado, Adrielle Lopes, Ítalo e Renno, Isaías Luciano, Kelly Patrícia, Pe. Hewaldo Trevisan, Frei Jurandir e os Cantores de Deus. Realmente foi um evento marcante para toda a comunidade católica de Fortaleza. Assista aqui ao vídeo.

Imagens: Alexandre Joca – Pascom.

Publicado em 30/10/2012 por

Regiões Episcopais Bom Jesus dos Aflitos e São José – Dia Nacional da Juventude (DNJ)

Veja aqui as fotos do DNJ realizado pelas regiões Bom Jesus dos Aflitos e  São José.

Publicado em 30/10/2012 por

Comissão Episcopal para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada do Regional Nordeste I da CNBB realizou reunião

Aconteceu na manhã de hoje, 30 de outubro, a reunião da Comissão Episcopal para os Ministérios Ordenados e Vida Consagrada do Regional Nordeste I – CNBB, Ceará. A reunião ocorreu na sede do Secretariado Regional e contou com a presença do Bispo de referência para esta  Comissão, Dom Antonio Roberto, Bispo Diocesano de Itapipoca. Estiveram presentes também Dom Edmilson Cruz, pelos Bispos Eméritos, Pe. Gérson Perez (Sobral) – PV-SAV, Pe. Rafhael Silva (Fortaleza) – OSIB, Diác. Cory (Crato) – Diáconos Permanentes, Ir. Anderson, FSA – CRB – CE, Sra. Concilda – Institutos Seculares e Ir. Rosália, IJ – Secretária Executiva da CNBB CE. Após a oração inicial foram lidas as ações das URGÊNCIAS das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Ceará e posto em comum o que cada organismo pertencente à Comissão tem feito em seu âmbito próprio. Na sequência foram feitas partilhas dos organismos e elaborado o calendário das reuniões da Comissão em 2013. Foi informado ainda pela OSIB Regional que dos dias 20 a 24 de maio de 2013 acontecerá Formação para Diretores Espirituais, em Fortaleza, com Dom Rafael Cifuentes.

Por Padre Rafhael Silva


QR Code Business Card