Atualidades

Fundo de Solidariedade da Arquidiocese de Fortaleza faz prestação de contas

A cada final de ano, a Equipe do Fundo de Solidariedade da Arquidiocese de Fortaleza faz sua prestação de contas, juntamente com a Cáritas Arquidiocesana,  administradora dos recursos do Fundo, e o faz através de um fôlder que é encaminhado a todas as Regiões Episcopais, Paróquias, Áreas Pastorais, Pastorais, CEBs, Organismos, Associações e Movimentos.  Ele é disponibilizado na página  da Arquidiocese. (AQUI)

O Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) foi criado em 1998, durante a 36ª. Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Fundo Arquidiocesano logo a seguir, em 1999. Os recursos  são o resultado da Coleta da Solidariedade realizada todos os anos, no Domingo de Ramos, nas igrejas católicas. Essa arrecadação de fundos integra as atividades da Campanha da Fraternidade, com participação efetiva das dioceses, paróquias e comunidades. Do valor total arrecadado nas coletas das missas, 60% ficam na diocese e são encaminhados ao  Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS), enquanto os 40% restantes são enviados ao Fundo Nacional da Solidariedade (FNS), gerido pela CNBB.

De acordo com o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, o FNS é fruto do gesto concreto dos cristãos que, por meio das doações, colaboram com projetos de erradicação de vulnerabilidade e risco social em diversas regiões do Brasil.

“O Fundo de Solidariedade tem o objetivo de apoiar pequenos projetos que combatam a exclusão social, a partir da promoção da organização dos grupos de pessoas excluídas, reforçando os laços de solidariedade entre eles e entre os agentes de pastorais e organizações sociais comprometidos com a promoção humana e as transformações sociais.”

Ainda, segundo Dom Leonardo, o gesto fraterno da oferta tem um caráter de conversão quaresmal, com atenção à valorização da vida. “Nós somos – afirmou – uma Igreja viva e ativa, que realmente se preocupa com os pobres e está ao lado dos pobres. Queremos ajudar para que todos se sintam filhos e filhas de Deus”.

Outro aspecto muito importante da Campanha Fraternidade, além da coleta da solidariedade, conforme Dom José Antonio, Arcebispo de Fortaleza, no lançamento da CF 2019,  é o fato de que os grupos se encontram, estudam juntos, debatem determinados assuntos, partilham dificuldades, preocupações, alegrias, esperanças, ajudam-se mutuamente e se fortalecem no caminhar. 

Rosélia Follmann,
Equipe Arquidiocesana de Animação das Campanhas.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

ciclo de estudo

Segundo dia do Ciclo de estudos da Campanha da Fraternidade 2019

padre anízio

Missa de Posse do novo reitor e pároco do santuário no próximo dia 10/04

retiro dos catequistas

Retiro anual dos catequistas

emaús

Encontro do Celam promove reflexão sobre a iniciação à vida cristã na América Latina

José, servo bom e fiel


QR Code Business Card